Reações dos familiares frente à descoberta da deficiência dos filhos

Resumo:
.
O nascimento de uma criança deficiente é algo de grande impacto para a família, provocando mudanças na dinâmica familiar. Diversos sentimentos e reações são vividos de forma única por cada membro. A falta de preparo dos profissionais de saúde para lidar com esse momento delicado de diagnóstico pode vir a agravar os sentimentos, dificultando a aceitação do filho e a busca por tratamento. Com base nessas considerações, o presente estudo teve por objetivo investigar, junto aos pais de crianças com deficiência, as reações e sentimentos que permearam e permeiam sua vida, buscando, assim, contribuir para a prática de terapeutas ocupacionais e outros profissionais da área. O estudo foi realizado com pais de crianças com idade entre dois e sete anos que apresentassem deficiências nas quais o quesito motor se mostrava o mais afetado. Participaram quatro mães e três pais de diferentes faixas etárias. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com base em questionário elaborado pelas investigadoras. Os resultados demonstraram fragilidade emocional dos pais frente ao assunto e falta de preparo dos profissionais da área da saúde no momento do diagnóstico. De forma geral, choque, negação, culpa e tristeza apareceram como os sentimentos e reações mais comuns quando os participantes são impactados pela noticia desse diagnóstico. Sabendo que é de suma importância o papel dos pais no desenvolvimento de seus filhos, a terapia ocupacional pode vir a atuar também junto à família das crianças com deficiência.
.
Palavras-chave: Família, Pessoas com Deficiência, Emoções Manifestas.
.
Clique aqui para ler o artigo na íntegra
C